Historial

A AGIC surgiu na sequência do 1º Congresso Nacional de Guias-Intérpretes e Correios de Turismo realizado a 31 de Janeiro de 2004.

Durante este congresso, onde estiveram reunidos mais de cem profissionais, analisou-se a evolução do exercício da profissão ao longo do século XX e foram debatidos múltiplos aspectos e exigências que os novos desafios impunham.

Foi deste debate alargado que se abriu o caminho para a criação desta associação. O ano de 2004 ficou marcado pela formalização da AGIC e elaboração dos seus Estatutos, permitindo a realização da primeira eleição para os órgãos sociais.

A actividade turística cedo se revelou essencial ao desenvolvimento económico do país, assim como a regulamentação de profissões que pudessem responder aos requisitos. Verifica-se que a primeira regulamentação da profissão de Guia-Intérprete data de 1912, sendo então já exigível uma licença para o seu exercício.

Em 1936 assiste-se a uma nova vaga legislativa e regulamentadora da profissão, respondendo às novas realidades e abrindo caminho para legislação mais recente.

O final dos anos setenta consolida as linhas mestras que vão estar na base de toda a legislação que vai caracterizar e regulamentar o exercício da actividade, os requisitos de formação, bem como outras características inerentes às profissões.

Ao longo da sua existência a AGIC tem mantido contactos com várias entidades oficiais relacionadas com a actividade turística, entre as quais se destacam: Secretaria de Estado do Turismo, Confederação de Turismo Português, Secretaria de Estado da Segurança Social, Câmara Municipal de Lisboa, PSP e GNR de várias regiões, ASAE, Autoridade da Concorrência, IGESPAR, IMC, Autoridade para as Condições do Trabalho, grupos parlamentares com assento na Assembleia da República e no Parlamento Europeu, APAVT e SNATTI.

Desde a sua fundação, a AGIC tem comemorado o Dia Internacional do Guia-Intérprete, a 21 de Fevereiro. As comemorações foram sempre pautadas pelo encontro dos profissionais em almoços e jantares convívio, associadas a actividades de carácter cultural.

Com o intuito de divulgar a existência da AGIC e promover os seus profissionais, a associação esteve presente na Bolsa de Turismo de Lisboa (com stand próprio, em 2006 e 2010) e na FITUR (Madrid, 2008 e 2011).