AGIC

Associação Portuguesa dos Guias-Intérpretes e Correios de Turismo

Portuguese Association of Tourist Guides and Tour Managers 

O Quotidiano Monástico em Lorvão

O Instituto de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a Câmara Municipal de Penacova e a Associação Portuguesa dos Guias-Intérpretes e Correios de Turismo (AGIC) propõem um curso destinado a guias-intérpretes sobre o quotidiano monástico no Mosteiro de Lorvão nos séculos XIII a XVI.

O principal objetivo é dotar os participantes de conhecimentos que lhes permitam interpretar e contextualizar as vivências do quotidiano do Mosteiro de Lorvão, a partir de 1211 (data em que aí se instala a primeira comunidade cisterciense feminina portuguesa), a sua relação com o território e com os poderes que nele se cruzam e sob cuja proteção floresce durante a Idade Média. Serão abordados aspetos relacionados com a arquitetura, a liturgia e a sua performance ou os livros que existiram no Mosteiro de Lorvão, bem como as figuras mais importantes que marcaram o mosteiro, as suas manifestações heráldicas (que aí ficaram bem patentes e que ainda hoje se podem admirar) e as vivências desta importante comunidade conventual. Esta formação, a realizar presencialmente no Mosteiro de Lorvão, conta com o contributo de diversos investigadores, especialistas no tema, que partilharão o seu conhecimento e a sua experiência com os participantes.

14h00/14h50 Luís Miguel Rêpas – Lorvão: da fundação dos monges à comunidade das monjas.

14h50/15h40 João Luís Fontes – Viver sob a Regra de São Bento: a proposta de Cister.

15h40/16h10 – Pausa para café (e doces conventuais)

16h10/17h00 Luís Miguel Rêpas – D. Teresa e a comunidade de Lorvão nos séculos XIII e XIV.

17h00/17h50 Catarina Fernandes Barreira – O Scriptorium e a Biblioteca do Mosteiro de Lorvão.

Dia 1 de Fevereiro, Quarta-feira Mosteiro de Lorvão

09h30/10h20 Catarina Fernandes Barreira – Noviciar, professar, viver e morrer no Mosteiro de Lorvão.

10h20/11h10 Luís Miguel Rêpas – Viver no Mosteiro: mitos e realidades da reclusão feminina (entre a normativa e a prática).

11h10/11h40 Pausa para café (e doces conventuais)

11h40/12h40 Alberto Seiça – Cantar em Lorvão.

Almoço

14h30/16h00 Miguel Metelo de Seixas – Representações heráldicas no Mosteiro de Lorvão (visita ao Mosteiro)

16h00/17h30 Catarina Fernandes Barreira – Espaço e Liturgia (visita ao Mosteiro)

Para informação detalhada sobre programa e biografias de todos os oradores, consultar o programa em anexo.

Programa inclui transporte Lisboa-Lorvão, alojamento, palestras, viagem de regresso Lorvão-Lisboa

Viver, ler e rezar em Lorvão nos séculos XIII e XIV”
Data do Início: 31 de Janeiro 2023
Fim da Formação: 1 de Fevereiro 2023
Nº de Sessões: 2 Dias
Data das Sessões: 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro
Horários: 1º Dia: das 14h às 18h; 2º Dia 09h30 às 17h30
Local: Mosteiro do Lorvão
Formato: Presencial
DATA LIMITE PARA INSCRIÇÃO: Até dia 10 Janeiro Guias pagam 40€ (caução). Inscrição até dia 16 de Janeiro.
Preço Sócio AGIC: 120€ €
Preço PIT não Sócio: 140€ €
Preço estudantes: (não aplicável) €
Observações: Programa c/ transporte, 1 noite com alojamento e pequeno-almoço em quarto duplo (suplemento em single + 20€), 5 formadores. Esta formação só se realiza com um mínimo de 30 pax inscritos.
Formador/a
Catarina F. Barreira
Catarina Fernandes Barreira é investigadora integrada do Instituto de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e colaboradora do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa. Doutorou-se em Ciências da Arte, pela Universidade de Lisboa, e, no âmbito do seu pós-doutoramento, centrou o seu trabalho no estudo dos manuscritos iluminados do Mosteiro de Alcobaça durante os séculos XIV e XV. Atualmente, a sua investigação incide nos códices litúrgicos produzidos no scriptorium de Alcobaça entre os finais do século XII e o século XVI, centrando-se nos contextos de produção, circulação e uso dos mesmos. Dirigiu o Projeto Horizontes cistercienses, sobre o scriptorium de Alcobaça, que terminou em Setembro de 2022, e é a Investigadora Principal do projeto Livros, rituais e espaço num mosteiro cisterciense feminino. Viver, ler e rezar em Lorvão nos séculos XIII a XVI (ref.ª PTDC/ART-HIS/0739/2020), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Inscrição

×

Hello!

Click one of our contacts below to chat on WhatsApp

× Talk to us