Visitas e Formação X

Exemplos de esculturas medievais em catedrais e mosteiros portugueses - modelos e iconografias

Os templos portugueses de origem medieval mais visitados pelos turistas, assim como outros templos que com eles se relacionam, conservam ainda importantes obras de escultura que documentam e relembram esse passado tão cheio de atração e fascínio. Da Sé lisboa, passando pela de Évora, pelo mosteiro da Batalha e por tantos outros lugares mágicos, estas sessões querem revisitar obras desse longo tempo a que chamaram Idade Média. Algumas obras mudaram de lugar e integraram os principais museus nacionais, também eles com forte potencial de atração turística, em especial, num tempo em que temos de nos reinventar e criar alternativas aos percursos do “Vá para fora cá dentro”. Desta vez, começaremos no século X para viajarmos pelo tempo até ao século XV, num percurso por tantos anos plenos de criatividade, de mudança e também de continuidade nas formas de expressão artística. Como bem resumiu um Historiador e Critico de Arte português: “A arte é geralmente a primeira coisa reveladora das transformações que a humanidade deseja. Não é a política. A boa política é aquela que serve os verdadeiros anseios da humanidade, e esses verdadeiros anseios são expressos através da melhor Arte» (Rui Mário Gonçalves – entrevista à Antena 2, 1997).

Breve nota biográfica

Carla Varela Fernandes é Doutora em História da Arte pela FLUL (2005), com tese sobre Iconologia da Família Real Portuguesa. Primeira Dinastia - Séculos XII a XIV.

É Professora Auxiliar no Departamento de História da Arte da NOVA-FSCH-UNL.

Foi bolseira de Pós-Doutoramento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia. É membro integrado do Instituto de Estudos Medievais – FCSH-Universidade Nova de Lisboa. Tem participado em diversos projectos de investigação, em Portugal e em Espanha. Participa em encontros científicos e publica estudos em Portugal e no estrangeiro sobre arte medieval.

É autora dos livros – Imagens de Pedra. Escultura Tumular Medieval da Sé de Lisboa, IPPAR, 2001; A Imagem de um Rei. Análise sobre o Túmulo de D. Fernando I, MAC, 2009; Pero. O Mestre das Imagens, Imprimatur, 2018; Santos, Heróis e Monstros. O Claustro da Abadia de Santa Maria de Celas, Ed. Colibri, 2019. 

Foi Conservadora do Museu Arqueológico do Carmo (Lisboa), Coordenadora do Fórum Cultural de Alcochete e Chefe da Divisão de Museus da Câmara Municipal de Cascais.

 

Formulário de Inscrição

Dados Pessoais

+